Índice

Para mais conteúdos como este, cadastre-se para receber nossa newsletter.

Quero receber

Compartilhe

No último século, era costume pensar em tecnologia como capacitação ou algo que usávamos para ter mais resultados em um empreendimento. Neste século, especialmente no contexto pós-pandêmico, a indústria da tecnologia vai estar à frente em nosso dia a dia. Será um diferencial competitivo de como empresas e ecossistemas funcionam. 

 

Desde 2020, as cinco maiores empresas de tecnologia do mundo, conhecidas como Big Tech ou Big Five, não saem da lista dos maiores empreendimentos da Forbes. São elas: Google, Apple, Facebook, Amazon e Microsoft. E cada usuário conectado faz, no mínimo, um uso de serviços de uma destas gigantes da indústria da tecnologia.

As 5 Gigantes da Tecnologia

Embora muitos se preocupem que a tecnologia elimine empregos e funções, o economista e diretor do Centre of Future Work, Jim Stanford, afirmou que “existe muito material humano necessário para desenvolvimento, engenharia, manufatura, instalação, operação e manutenção de robôs. Novas tecnologias, uma vez que inventadas e implantadas, normalmente abrem oportunidades para novas formas de trabalho e produção. Neste sentido, novas tecnologias podem ser um complemento para o trabalho, e não o substituto”.

 

No seu novo livro 10 Lições para um Mundo Pós-Pandêmico, o autor Fareed Zakaria resume ao dizer que a vida depois da covid-19 “vai ser, em muitos aspectos, uma versão acelerada do mundo que conhecemos.” E isso se aplica à indústria da tecnologia e seu papel no início da pandemia. O contexto acelerou a adoção e implementação de tecnologias que levariam anos, talvez décadas, para se tornarem populares. Nós vimos como mudamos nossas interações majoritariamente analógicas no trabalho, nos estudos e no entretenimento ao oposto em poucas semanas. A pandemia acelerou o domínio da indústria da tecnologia em nossas vidas e nos tornou indivíduos mais digitais, com todas as vantagens e desvantagens que isso carrega.

 

As principais tendências da indústria da tecnologia irão acelerar o mundo pós-Covid 19 são: tecnologias sem toque, serviços baseados em nuvem e robôs extremamente automatizados para que as pessoas possam ampliar suas tarefas do cotidiano. É como se fôssemos ver automação robótica adicional e inteligência artificial em redes de fornecimento, serviços voltados para a experiência do consumidor e muito mais. Com a robótica, a Internet das Coisas e a crescente disponibilidade de tecnologias 5G, vamos testemunhar uma variedade de tecnologias sem toque, ascendentes no mercado.

 

Inteligência artificial é a grande tendência do mundo pós-Covid 19

A inteligência artificial é uma das grandes tendências do momento dentro da indústria da tecnologia. Em 2021, como previsto, a IA tem se tornado uma ferramenta valiosa para nos ajudar a interpretar e entender o mundo que nos cerca. O volume de dados que são coletados em serviços de saúde, taxas de infecção, e o sucesso das medidas que muitos países tomaram para prevenir a infecção do covid-19 vão continuar aumentando. Máquinas que lêem algoritmos serão abastecidas com melhores informações, oferecendo cada vez mais soluções sofisticadas que descobrem para nos auxiliar.

IA na Saúde

De sistemas de visão computacional monitorando a capacidade de áreas públicas analisarem as interações descobertas através do contato de iniciativas de rastreamento, algoritmos autodidatas observarão conexões e insights que passam batido pelo olhar humano. Estes algoritmos vão nos ajudar a prever demandas por serviços de hospitais e outros provedores de assistência médica, e autorizar administradores a tomarem melhores decisões sobre quando e onde implantar novos recursos.

Falando em saúde, ainda temos as possibilidades da Realidade Estendida, seja Virtual ou Aumentada. Estes termos se referem a tecnologia que faz uso de óculos e headset para projetar imagens geradas por computador diretamente no campo de visão do usuário. Quando sobreposta aquilo que o usuário está vendo no mundo real, é Realidade Aumentada. Em ambientes virtuais totalmente gerados por computador, é Realidade Virtual. Acontece que a Realidade Aumentada pode ser muito útil em atendimentos médicos, possibilitando um atendimento remoto completo para um agendamento urgente.

 

A revolução dos serviços de nuvem

As-a-service são os serviços que acessamos através de nuvens e plataformas on-demand. Esses serviços são a chave que põe outras tendências da indústria de tecnologia que discutimos hoje ao alcance de qualquer pessoa. É inclusive a razão do porquê IA e robótica são uma possibilidade para qualquer negócio ou organização, independente do seu tamanho ou orçamento. Graças às nuvens, ofertas de companhias do Big Five como Google, Microsoft, Amazon e qualquer startup em ascensão proporcionaram a inovadores de diversas áreas investirem em tecnologia de ponta com pequeno investimento em ferramentas, equipamentos e profissionais especializados.

tecnologia 5g no brasil

Tecnologia 5G significa que serviços confiáveis ou tecnologias avançadas como a Realidade Aumentada assim como plataformas de games que fazem uso de nuvem, como Google’s Stadia ou NVidia’s GeForce Now se tornaram uma opção viável, em qualquer lugar a qualquer hora, além de tornarem redes de cabo e fibra redundantes. Em breve, 5G e outras redes avançadas de alta velocidade vão tornar todas as tendências que estamos discutindo há tempos democraticamente disponíveis.

Tecnologia sem toque: herança de um contexto pandêmico em prol do futuro da saúde

Apertar botões se tornou mais perigoso em um contexto pandêmico. A adoção de tecnologias sem toque cresceu mundo afora enquanto a Covid-19 se tornava uma realidade. Dispensadores de utensílios, robôs de entrega, máquinas de sanitização baseadas em sensores e purificadores de ar são exemplos das principais tecnologias touchless adotadas em massa desde 2020. O grande hit dessa tendência sem dúvida foi o elevador touchless. Livre de toque e com ativação por voz, a tecnologia já vem sendo aplicada em elevadores mais antigos nos EUA.

No Brasil, Petrobrás e Vale foram as empresas que mais investiram em tecnologia sem toque. A Petrobras escolheu diferentes frentes da tecnologia sem toque, como a instalação de câmeras térmicas que apontam as variações de temperatura dos profissionais ao passarem pelas catracas, e a partir desta análise busca soluções para ampliar a distância social nas plataformas de produção. O indíce de possíveis infecções é acompanhado pelo Ministério Público do Trabalho.

Os 7 Vales do Silício brasileiros e a indústria da tecnologia sendo aplicada no cotidiano

Em 2019, um estudo do Observatório da Associação Catarinense de Tecnologia em parceria com a Neoway chamado Tech Report 2019, apontou que naquele ano a indústria da tecnologia no Brasil faturou cerca de R$ 301,7 bilhões, cerca de 4,4% do PIB Nacional. Segundo o StartupBase, existem mais de 12 mil startups no Brasil divididas em 607 cidades.

Para aqueles que gostam de comparativos, não temos apenas um Vale do Silício nacional, mas 7 polos da indústria da tecnologia: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e Pernambuco.

principais polos tecnologicos do brasil

Com a chegada do 5G em todo Brasil até o final de 2029, é provável que boa parte do smart devices e possibilidades debatidos nos últimos tempos sejam realidades também em residências, e não apenas nas empresas e indústrias.

O que reserva o futuro para as Big Five da indústria da tecnologia?

Microsoft: Renovação, diversidade e uma imagem mais empática dentro da indústria da tecnologia

Em 2020, a Microsoft ensaiou uma aproximação com a bola da vez, o Tik Tok. Mas a pressão dos investidores do app chinês, devido a declarações extremamente duvidosas do governo americano sobre a ferramenta, empatou um negócio bilionário, talvez o mais arriscado da história da Microsoft, que poderia ter reinventado o futuro da gigante americana e transformá-la em uma empresa mais voltada ao usuário final. 

microsoft e o futuro na tecnologia

Porém, o CEO Satya Nadella ainda tem planos ambiciosos para a empresa, como focar em cultura organizacional onde funcionários e líderes refletem com autenticidade seus progressos no trabalho através de um crescimento de mindset. A Microsoft pretende criar uma declaração de missão de expectativas e benefícios do seu consumidor e divulgar mais projetos e objetivos voltados ao meio-ambiente. Também está nos planos da empresa desenvolver uma estratégia voltada para o futuro que se beneficie da avalanche de dados que estão por vir e oferecer um ambiente de trabalho repleto de diversidade para que todos façam o seu melhor.

Amazon: Jeff Bezos quer se aposentar, mas sua empresa não para de crescer

Como uma pequena livraria virtual se tornou um fenômeno? A verdade é que a Amazon não pára de crescer, abrangendo serviços diversos como entregas domiciliares, computação de nuvem, avanços de inteligência artificial, e streaming de filmes, séries e campeonatos esportivos. Uma das companhias mais ricas do mundo, a Amazon passou a ser analisada por outros aspectos, como condições de trabalho em alguns de seus armazéns. 

Jeff Bezos, agora um dos homens mais afortunados do mundo, passou o controle para Andy Jassy, o atual líder do negócio de computação de nuvem da Amazon. A inovação da Amazon tornou a empresa trilionária e o segredo desta gigante da indústria da tecnologia é diversificar seus produtos, conforme o gráfico abaixo.

ilustração do futuro da amazon

Apple: a gigante da indústria da tecnologia quer investir em aumento da realidade 

Uma das mais revolucionárias empresas que surgiram na Indústria 4.0, a Apple é um fenômeno indiscutível em inovação e tecnologia. Talvez por isso não poderíamos esperar outra afirmação do seu CEO para o futuro da empresa.

futuro da apple

De acordo com o CEO da Apple, Tim Cook, os sinais do futuro da companhia apontam para o mercado de Realidade Aumentada. Questionado sobre onde se encontra a Apple no processo de lançar um headset de Realidade Virtual, Cook declarou: “Bom, eu não posso falar sobre o que está ou não nos planos. No entanto, em termos de Realidade Aumentada, este recurso promete que você e eu estaremos tendo uma grande conversa agora.” O CEO completou: “De fato, pode ser ainda melhor se nós pudemos aperfeiçoar nosso debate com gráficos e outras coisas que podem surgir. E nossa audiência se beneficiaria disso. Portanto, quando eu penso sobre RA em diferentes áreas, eu falo de saúde, educação, games, varejo. Eu já consigo vislumbrar a Realidade Aumentada sendo adotada nesses setores através dos smartphones. E eu penso que a promessa é de um futuro ainda maior”.

Google: hardwares, softwares e 24 horas de interação com o usuário 

O sucesso do Chromebook entre os millenials e os gen Z comprovam que o Google sabe se reinventar. As atualizações do Meet simplificaram o processo de reuniões e abrangeram mais convidados. A verdade é que a combinação de hardware, apps, UX, interações e aprendizado entre humanos e máquinas também dizem muito sobre o objetivo do Google: ser um recurso 24 horas para o usuário. Android, Nest, smartwatches e Google Home são alguns dos jeitinhos que o Google encontrou de entrar aos poucos nas casas de hoje que futuramente serão smart homes.

futuro do google

Mas dizem que falta ao Google comprar um e-commerce. Se a compra da Amazon é inviável, nada melhor que ajudar as pessoas a criarem os seus próprios e-commerces. O Google também quer dominar o mercado de hardware, e por mais incríveis que sejam os designs da Apple, são gadgets inacessíveis na maioria dos mercados mundiais. Mas o Google tem os recursos e a capacidade para bater de frente com sua rival e companheira de Big Five of Tech. 

Facebook e os dilemas de Mark Zuckerberg 

Em Junho de 2020, o Facebook alcançou o recorde de 2,7 bilhões de usuários. Isso é um terço da população do mundo. Mas “apenas” 1,8 bilhões usam a ferramenta diariamente. O Facebook de Mark Zuckerberg também é dono dos apps Instagram, Messenger, WhatsApp e Oculus. Ainda assim, diversos escândalos envolvendo a plataforma e campanhas políticas corruptas, além de diversas inadequações e exposição de colaboradores a conteúdos violentos, mancharam a imagem de Zuckerberg e seu império, mas não impediram o crescimento dos usuários. 

ilustração sobre o futuro do facebook

Mas existem alguns cenários para o futuro do Facebook, e nem todos são bonitos. Uma queda temporária para um retorno triunfal com mais popularidade e mais regulações na plataforma. Declínio e queda com mais regulação e menos popularidade. Um Facebook maléfico, com menos regulação e menos popularidade. Um Facebook popular, com menos regulação e mais popularidades. Estes cenários são baseados na quantidade de anunciantes e investidores, na forma como a ferramenta é utilizada pelos seus usuários, em estabelecer regras rígidas o bastante para afastar esquemas corruptos e conteúdo impróprio mas não o suficiente para tornar a rede social monótona para novos usuários, e principalmente, o impacto de startups chinesas e seus apps com a juventude americana. 

Os benefícios da Indústria da Tecnologia nos ambientes corporativos

O economista Jim Stanford, mencionado anteriormente, também disse: “Desde que a mecanização tornou possível produzir mais com menos trabalho, uma maneira de utilizar os potenciais benefícios sociais da tecnologia é reduzindo o horário médio de trabalho. Trabalho mais curto pode ser alcançado por caminhos diferentes: incluindo um dia de trabalho mais curto, uma semana de 4 dias de trabalho, mais tempo de férias, oportunidades para licença familiar e para o profissional continuar estudando, aposentadoria antecipada, entre outras medidas”.

A sua empresa pode se beneficiar de insights e estudos centrados na indústria da tecnologia. Estamos vivendo a Revolução Industrial 4.0, automatizada e voltada para as experiências. A equipe da Attri possui o conhecimento e a experiência que o seu projeto e empreendimento precisam para conversar com um público cada vez mais conectado e dependente de soluções tecnológicas. UX e UI Design, desenvolvimento de apps, sites, estratégias de marketing e branding são algumas das várias alternativas que podemos oferecer para a sua empresa. 

Vamos conversar? Entre em contato com a gente.

Fale com um especialista

Compartilhe

Quem escreveu este conteúdo:

Matias Lucena

Matias Lucena, bacharel em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), redator publicitário, ilustrador de final de semana e apaixonado por música, futebol, quadrinhos e cinema. The Wire é o melhor storytelling da TV, mas meu coração vai estar sempre com a Família Soprano.

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email