Índice

Para mais conteúdos como este, cadastre-se para receber nossa newsletter.

Compartilhe

Seja qual for o tipo de pesquisa a ser realizada, é importante considerar a ética do projeto. No caso da pesquisa do usuário (também conhecida como UX Research), não seria diferente. Afinal você, o profissional UX Researcher, é responsável pelo bem-estar dos participantes, ao representá-los honestamente e manter suas informações pessoais seguras.

converse com comercial attri

Perceba que essa é uma grande responsabilidade, por isso, é fundamental saber o que considerar ao planejar fazer uma pesquisa com usuários para manter seu projeto eticamente sólido.

Neste artigo, vamos compartilhar algumas das regras mais importantes quando o assunto é a ética da UX Research, para garantir que a sua própria pesquisa seja de fato eticamente correta. Boa leitura!

A UX Research

Aqui no blog da Attri, temos vários artigos que explicam mais a fundo sobre a UX Research e a importância de entender o usuário profundamente. Essa é uma frente da UX focada em coletar informações dos usuários através de métodos qualitativos e quantitativos. Entre eles, entrevistas, Teste A/B, eye tracking, pesquisas de mercado, desenvolvimento das personas e testes de usabilidade.

Muitas organizações têm equipes de design que realizam pesquisas de usuários regularmente. Claro que essa iniciativa é super positiva, mas a popularidade dos métodos Lean UX significa que muitos dos que fazem pesquisa de usuários nem sempre têm uma formação ou certificação no segmento. Algumas equipes podem cortar custos de empresas sérias ou seguir práticas de pesquisa de má qualidade, prejudicando os participantes, causando angústia e suspeita desnecessárias durante as sessões de pesquisa. Em alguns casos, os participantes são enganados intencionalmente sobre os propósitos da pesquisa ou como seus dados serão usados. Essas tendências geralmente ocorrem quando a equipe que realiza a pesquisa do usuário não possui uma base sólida de ética em pesquisa. E é nesse ponto que vamos nos aprofundar.

A ética na pesquisa

imagem texto blog 06 etica UX 02

A ética em pesquisa se aplica à forma como as equipes projetam os estudos e os conduzem, bem como à forma como usam os dados dos participantes após a conclusão do estudo. Desenvolver um conhecimento aprofundado na ética em pesquisa é fundamental, especialmente para organizações que:

  • Pesquisam tópicos sensíveis – por exemplo, luto, saúde mental, doença crônica, vício, e outros;
  • Pesquisam com pessoas vulneráveis – como crianças, prisioneiros, pessoas com deficiências cognitivas e pessoas com baixa alfabetização.

Atitudes éticas de um User Research

Baseado em alguns levantamentos e fundamentos da Nielsen Norman Group, listamos alguns pontos cruciais para um User Researcher não abrir mão da ética na hora de executar suas pesquisas.

– Ter um código de conduta: algumas organizações escrevem seu próprio código de conduta para que seja o mais relevante possível para seu contexto de pesquisa de usuário. Outras organizações podem adotar o código de conduta de um órgão profissional e direcionar pesquisadores de usuários para este documento. Eles também citam a adesão ao código de conduta em todas as comunicações dos participantes.

– Treinar as equipes envolvidas sobre a ética de pesquisa com usuários: esse tipo de material deve ser incluído em cursos de integração ou e-learning.

– Documentos de orientação: é interessante ter uma diretriz interna sobre como coletar consentimento, como redigir bons formulários de consentimento e folhas de informações, bem como abordar a pesquisa de determinados tópicos ou tipos de usuários mais sensíveis.

– Formulários de consentimento padronizados e folhas de informações: Organizações maduras têm documentos de estudo padronizados que contêm áreas onde os pesquisadores podem preencher os detalhes sobre o estudo, mantendo a linguagem central consistente.

– Especialistas em ética: podem ser pessoas da equipe de Research ou voluntários que oferecem treinamento, aconselham ou compartilham conhecimento com a equipe.

– Políticas de dados para pesquisa de usuários: trata-se de algumas regras específicas para as equipes de UX que realizam pesquisas de usuários; esta política abrange as leis de proteção de dados relevantes e como a organização as cumpre. Inclui o que constitui dados pessoais produzidos durante ou a partir de atividades de pesquisa de usuários, onde são armazenados e como são tratados.

As intenções dos produtos

Você já ouviu falar do termo “Economia da Atenção”? Trata-se de uma frente no qual defende que os produtos e serviços não competem entre si apenas pelo dinheiro do consumidor, mas sim, pelo tempo pessoal em que ele disponibiliza para usar os produtos e serviços.

Esses produtos e serviços podem ser físicos ou digitais, como os apps, redes sociais, streamings e demais formatos com algoritmos super desenvolvidos!

imagem texto blog 06 etica UX 03

Tais produtos encontram formas de identificar quais conteúdos somos mais propensos a continuar vendo ou quais estamos mais dispostos a comprar. Agora fica a pergunta: isso é ético para você?

O design de experiência e a ética como um todo

A frente de design tem uma enorme influência sobre como as pessoas se comportam e vivem suas rotinas. Como profissionais da área, somos treinados para resolver problemas e melhorar a vida das pessoas, mas em alguns momentos, podemos ser questionados se uma feature, uma cor diferente ou uma mudança no botão “comprar” é realmente benéfico. 

Claro que optar pelo crescimento do produto do cliente é uma sábia decisão, mas devemos fazer nossas escolhas sem prejudicar o bem-estar do usuário. Ter ética em UX vai muito além da área de Research: é justamente encontrar o equilíbrio entre produto e usuário, e claro, fazer as marcas enxergarem esse cenário e defenderem esse posicionamento junto com o time de experiência. Assim, fica mais fácil alcançarmos os objetivos, sem abrir mão da razão.

Uma referência bem legal sobre essa discussão é o trabalho do Ethical Design, um time independente que desenvolveu um manifesto sobre o Design Ético e a importância de proteger os itens mais básicos da pirâmide.

imagem texto blog 06 etica UX 04

Experiência boa é aquela que respeita o usuário

Desde que a Netflix lançou o incrível documentário O Dilema das Redes Sociais, juntou-se a ótica destes dois temas que antes não se conectavam tanto nos debates: a Ética e a Tecnologia.

Pode soar exagerado, mas a verdade é que todos os profissionais que atuam na área de tecnologia e experiência influenciam, de alguma forma, como milhões de pessoas lidam com as dinâmicas da vida pessoal e social através das interfaces digitais. Nós, profissionais da área, temos uma grande responsabilidade de entregar um produto que supere as expectativas do cliente, sem abrir mão da ética e bem-estar dos usuários e potenciais consumidores. Deixar a balança equilibrada é uma verdadeira ciência!

Aqui na Attri, temos um time completo que faz toda a diferença em manter esse equilíbrio sempre ajustado. São profissionais que conectam os objetivos dos clientes com as dores reais dos consumidores, preservando uma excelente experiência do usuário e a satisfação das marcas parceiras.

Se a sua empresa ainda não está preparada para a transformação digital, converse com um de nossos especialistas e descubra mais.

Compartilhe

Quem escreveu este conteúdo:

Daniela Barbosa

Oi! Sou a Dani Barbosa, redatora, formada em Publicidade e Propaganda e cursando pós em Gestão Estratégica de UX Design. Ao invés de ser tagarela, uso o teclado para trocar ideias! Fique à vontade por aqui, tem muito artigo legal pra ser lido.

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email