Índice

Para mais conteúdos como este, cadastre-se para receber nossa newsletter.

Quero receber

Compartilhe

Quem procura se inteirar dos mais recentes assuntos relacionados à tecnologia, certamente ouviu falar sobre Big Data e UX Design. Primeiro, precisamos saber o que é Big Data.

Big Data é o conjunto de um grande volume de dados que, devido a sua variedade e complexidade, precisa ser interpretado e analisado por ferramentas específicas. As ferramentas de Big Data são essenciais no mundo do Marketing. Através de uma estratégia específica baseada na leitura de Big Data, é possível aumentar a produtividade, reduzir custos e tomar decisões mais assertivas em um empreendimento.

Os dados da Big Data oferecem insights essenciais sobre a persona do comprador e comportamento humano. Essa análise permite que os fornecedores parem de adivinhar e começar a calcular métricas para aumentar o sucesso de seus produtos. A Big Data ajuda a tornar o desenvolvimento de um produto baseado em dados ao invés de algo intuitivo. E principalmente, Big Data traz estratégias de UX (user experience ou experiência de usuário) que tenha as soluções exatas para as dores dos consumidores e ainda mais. 

É certo que vivemos em uma época norteada pela Big Data. O volume de informações geradas por cada usuário diariamente cresce exponencialmente a cada ano, seja através de aparelhos mobile, laptops, compras em lojas de varejo ou aparições em câmeras de vigilância, as pessoas deixam um rastro digital de suas ações e comportamentos.

Os números confirmam o argumento: de acordo com o site Statista, em 2010 o volume global de Big Data era de 2 zettabytes. Em 2019, o número chegou a 41 zettabytes e a previsão é que em 2025 tenhamos 175 zettabytes de Big Data gerados. Essa informação tem sido cada vez mais valiosa aos olhos da indústria e dos seus fornecedores. Mais empresas buscam insights na análise de Big Data para oferecer estratégias de UX mais próximas da realidade e das necessidades de seus usuários.

Para que a Big Data serve em estratégias de UX?

Por muito tempo, serviços de UX Design eram baseados na intuição e conhecimento dos profissionais envolvidos nestes projetos. Decisões eram tomadas baseadas na expertise de times de UX, e os resultados até eram alcançados, mas havia muita especulação e apostas. Se o objetivo do UX Design é criar um valor de produto tanto para a marca quanto para consumidores, era preciso ser mais assertivo para criar algo único e que endossasse a lealdade dos clientes.

Graças a Big Data, a UX e o UX Design finalmente poderiam ser totalmente baseados em dados. Em estratégias UX, a Big Data serve para que se tenha uma fonte de informação objetiva para tomar decisões baseadas em comportamentos anteriores de clientes. UX de Big Data significa tomar todas as decisões baseadas em informações reais. A Big Data mostra aos usuários o que fazer, como e o quanto eles devem interagir com um produto, o que eles preferem e o que os confunde. 

Os UX Designers que se baseiam em dados para desenvolver projetos utilizam análise de dados e Testes A/B para criar experiências de usuário mais úteis. Os aspectos fundamentais aqui são as análises quantitativas e qualitativas que adentram nas expectativas do público em relação a um produto, permitindo uma melhor compreensão das personalidades dos usuários. UX baseado em dados de Big Data tem a resposta para a expectativa do público. E a análise de Big Data oferece ao profissional de UX um olhar calculado para os desejos do usuário final. Empresas que analisam Big Data são 6% mais lucrativas que seus concorrentes.

Big Data e User experience

Portanto, em primeiro lugar, é preciso saber quais são as perguntas que os dados devem responder, como quem são os usuários, como eles preferem realizar suas compras, qual tipo de forma de pagamento mais utilizam e outras.

Com esses objetivos determinados, é possível saber quais são os dados certos que precisam ser extraídos e como eles devem ser processados. E a partir desse processamento é possível utilizá-los na prática.

Primeiramente, os designers de UX precisam saber quais perguntas os dados da Big Data devem responder. Quem são os usuários, o que eles compram, como eles pagam e tantas outras informações relacionadas ao comportamento do usuário, disponíveis a um acesso da Big Data. Dados corretamente analisados inspiram melhorias de UX, por isso a Big Data é fundamental em qualquer estratégia de UX que se considere eficiente.

Análise de Big Data e UX Design associados para entender as necessidades do consumidor

Utilizar a Big Data não significa apenas coletar e armazenar informações, mas torná-las acessíveis para análise. Essa interpretação da informação é importante para conhecer melhor as estatísticas demográficas de uma audiência e também ver seus padrões de comportamento mais complexos. A Big Data serve para entender as necessidades de um consumidor através das seguintes maneiras:

Big Data e User experience

Big Data e UX: como utilizar a Big Data para resultar em melhorias nas estratégias de UX

Ultimamente, o uso de Big Data em estratégias UX faz o projeto atingir as mais altas expectativas de um cliente. Baseado em ações online, tempo de navegação em cada tela e também nas compras, uma empresa pode desenvolver uma experiência de usuário mais confortável, e UI e UX designers são fundamentais no processo. Mas para que serve a ig Data? A implementação da Big Data para uma melhor UX passa pelos seguintes estágios:

Big Data e User experience

Big Data também pode ser usada para oferecer produtos e serviços relacionados às compras feitas por um usuário. Os exemplos acima são simples, mas possuem enorme potencial e o seu valor ainda está para ser descoberto pela indústria.

A sua empresa também pode se beneficiar da combinação UX e Big Data

Aqui na Attri, dispomos de uma equipe de especialistas em UX e tecnologia, e aplicamos estratégias de usabilidade baseadas na análise de Big Data em diversos projetos bem-sucedidos do nosso portfólio. Se você busca uma forma de conhecer melhor seu público-alvo ao mesmo tempo que reforça os valores da sua empresa através de meios digitais, entre em contato com a gente.

Fale com um especialista

Compartilhe

Quem escreveu este conteúdo:

Matias Lucena

Matias Lucena, bacharel em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), redator publicitário, ilustrador de final de semana e apaixonado por música, futebol, quadrinhos e cinema. The Wire é o melhor storytelling da TV, mas meu coração vai estar sempre com a Família Soprano.

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email