Índice

Para mais conteúdos como este, cadastre-se para receber nossa newsletter.

Quero receber

Compartilhe

Porque utilizar uma estratégia de e-mail marketing? Se você chegou até esse artigo, com certeza essa dúvida já passou pela sua cabeça. Não pense que ele ainda é sinônimo de uma comunicação intrusiva ou para disparar spams. O e-mail marketing se tornou uma das melhores formas de entregar mensagens certas, na hora certa e para as pessoas certas.

Ele é uma estratégia do marketing digital que consiste no disparo de mensagens para um determinado público. Esse disparo pode ser feito para uma lista de cliente na base de contatos ou para novos leads gerados por meio de outras estratégias, como baixar um material rico, por exemplo.

Além de ser um canal extremamente democrático, o e-mail marketing é uma das ferramentas fundamentais para os profissionais de Inbound Marketing ou que atuem em agência digital de performance. Então, se você acha que o e-mail marketing morreu, pelo contrário, essa estratégia está mais viva do que nunca.

De acordo com uma pesquisa do Pew Research, 92% dos adultos presentes online utilizam e-mail. E mais, destes cerca de 61% o utilizam diariamente. Esses dados mais do que comprovam que ele está vivo, não é?

O e-mail marketing, se bem utilizado, pode ser uma excelente estratégia para crescer o seu negócio. Afinal, atualmente as redes sociais dificultam cada vez mais o alcance orgânico das publicações e embarcar nessa estratégia é uma boa alternativa para se obter resultados positivos sem gastar tanto com anúncios.

Ele é a chave de tudo hoje na internet, para se criar qualquer login, resgatar senhas, fazer cadastros em estabelecimentos enfim, tudo isso depende de uma conta de e-mail. Quer saber como utilizá-lo em sua estratégia de marketing digital? Então, confira o artigo até o final!

Por que utilizar uma estratégia de e-mail marketing

Afinal, o que é e-mail marketing?

O e-mail marketing é um canal de comunicação direta entre clientes e empresas, o foco deste correio eletrônico é criar e estreitar o relacionamento de maneira progressiva com os consumidores.

Com as ferramentas de e-mail marketing ainda é possível mensurar os resultados facilmente, o que permite a você acompanhar se as suas estratégias de envio, copywriting de assunto e segmentação estão corretas ou precisam ser ajustadas para as próximas campanhas.

Essa estratégia de Marketing Digital está baseada na comunicação entre empresas e seus clientes (leads) por e-mail. E esse disparo pode (na verdade deve) ser feito para uma lista de segmentação dos contatos que mais se aproxima do interesse do assunto de que se trata o e-mail.

Você já deve ter sido impactado (pelo menos alguma vez) por alguma mensagem na sua caixa de entrada. Dentre as mais comuns podemos destacar:

  • Newsletters;
  • Promoções de produtos;
  • Confirmação de compra;
  • Abandono de carrinho de compras em algum e-commerce.

O e-mail, durante muitos anos, foi utilizado para enviar comunicação em massa com mensagens que nem sempre eram relevantes para quem recebia. Até mesmo se vendia listas de e-mails para isso. E, por favor, não compre esse tipo de listas!

Ao comprar uma lista você está adquirindo endereços de e-mails de pessoas que não optaram por receber mensagens suas. Ou seja, não deram permissão a você de enviar mensagens para elas. Então, comprar uma lista é um risco iminente de prejudicar a imagem do seu negócio.

Hoje, os melhores profissionais de marketing enxergam no e-mail uma maneira eficaz de se comunicar com os clientes.

Leia também:

Quais as funções do e-mail marketing?

Você já deve ter percebido o quanto o e-mail marketing pode ser um excelente meio para aumentar seu faturamento. Mas, a pergunta chave é: como ele pode ser utilizado para isso, ou melhor quais as funções que ele pode assumir em sua estratégia de Marketing Digital.

Com certeza você já deve ter ouvido falar do funil de vendas, é ele que ilustra qual o percurso que seu cliente deve seguir até efetuar a compra de um de seus produtos ou contratar seus serviços.

Basicamente, esse processo passa por quatro etapas:

  1. Atração;
  2. Educação;
  3. Conversão;
  4. Vendas.

Isso quer dizer que para vender, primeiro você precisa fazer com que seus clientes descubram seu negócio (atração). Depois, que eles entendam do porque precisam do seu produto e/ou serviço (educação), para que recebam uma oferta de uma forma irresistível (conversão), para que então decidam que comprar é a melhor solução para resolver seu problema.

Claro que, dependendo do nicho de seu negócio esse processo pode ser mais longo, como acontece com construtoras e incorporadoras, ou mais rápido no caso de e-commerces. Além disso, o tempo em que o cliente percorre o funil de vendas também varia de acordo com o reconhecimento de que ele tem um problema e que existe uma solução para resolvê-lo.

Dentro desse funil, o e-mail marketing assume algumas funções, confira.

Engajar leads

Se gerar leads é seu objetivo, o e-mail pode encaixar direitinho em sua estratégia. Pois, segundo a CampaignMonitor um e-mail é 40 vezes mais efetivo para aquisição de novos clientes quando comparado a redes sociais, como o Twitter e Facebook.

Quando uma pessoa se cadastra para receber informações de seu negócio ela realmente está interessada em receber seus conteúdos. Mas, o erro de muitas empresas é se esquecer de manter um relacionamento contínuo com seus leads por meio do e-mail marketing.

O e-mail é uma ótima maneira para engajar seus leads e fazer com que eles sempre se lembrem de sua marca, aumentando assim as chances deles virarem seus clientes. Leia também: Personas ux.

Promover conteúdos

Não adianta passar horas e mais horas produzindo conteúdos para seu canal no YouTube ou blog se o número de visualizações ainda é baixo. É aí que entra o e-mail, apostar nele pode ajudar (e muito) a promover seus conteúdos de forma inteligente para mais pessoas.

Enviar uma newsletter, por exemplo, pode ajudar a crescer o número de visualizações daquele blog post que você acabou de publicar.

Nutrir e educar os leads

A nutrição de leads é uma das etapas mais importantes do Inbound Marketing. Mas, para que ela aconteça é necessário estreitar o relacionamento com seus clientes. E o e-mail é o melhor canal para isso, pois ele permite que você envie mensagens personalizadas no momento certo, para as pessoas certas.

Se você pensa que nutrir os leads é uma bobagem aí vai um dado importante. Segundo a Hubspot, as empresas que utilizam o e-mail marketing para nutrir os seus leads geram 50% mais leads qualificados para a equipe de vendas, a um custo 35% menor

E tem mais, são esses leads os responsáveis pelo aumento de 20% nas oportunidades de negócio.

Vender

Você já recebeu um e-mail na sua caixa de entrada daquele produto que você estava há tempos namorando e que acabou de entrar em uma promoção imperdível? Pois é, segundo a Convince&Convert, cerca de 44% dos destinatários de e-mail realizam ao menos uma compra por ano baseado em um e-mail promocional.

Quando o assunto é venda, as campanhas de e-mail marketing são excelentes aliadas.

Se relacionar com clientes

O processo do consumidor não termina quando o cliente fecha uma compra, pelo contrário, é nesse momento que a etapa de encantamento, uma das mais importantes da metodologia Inbound Marketing, deve entrar em ação.

Consumidores satisfeitos trazem mais clientes para seu negócio instantaneamente, e para esse encantamento você pode manter seu relacionamento por meio das campanhas de e-mail.

4 tipos de e-mails marketing

A essa altura você já deve estar convencido de utilizar uma estratégia de e-mail marketing para atrair mais cliente. Então, para que você inicie uma campanha de sucesso é importante conhecer os diferentes tipos de e-mails que sua empresa pode enviar.

#1 Boas-vindas

Quando um lead se cadastra em seu site/blog para receber mais informações, você não pode perder a oportunidade de enviar um e-mail de boas-vindas. É com ele que você vai ter o primeiro contato com seu lead, falar um pouco mais sobre seu negócio e, claro, agradecer pelo cadastro.

#2 Nutrição de leads

Dependendo da forma de conversão do lead faz em seu site ou blog, você pode querer inserir esse contato em um fluxo de nutrição de e-mails. Esse processo nada mais é do que uma série de e-mails com conteúdos relevantes e totalmente segmentado com o intuito de fazer com que o lead caminhe mais rapidamente pelo funil de vendas.

Um fluxo de nutrição de leads aumenta a possibilidade da compra e ainda ajuda esses potenciais clientes a receberem conteúdos de sua empresa.

#3 Newsletter

As newsletters são uma ótimas alternativas para a nutrição e relacionamento com os leads.

Elas são boletins informativos cujo o intuito é manter seus consumidores informados sobre as novidades de sua empresa e do mercado em que ela está inserida.

Elas podem ser utilizadas para enviar aos leads os últimos blog posts publicados, alguma notícia do setor (curadoria de conteúdo), divulgar materiais ricos ou para fazer um convite de eventos futuros.

#4 Atualização do blog

Você já deve estar acostumado em ver esse tipo de campanha de e-mail, ele anuncia quando um conteúdo novo é publicado.

Essa estratégia é excelente para começar a interagir com seu público, de manter a sua lista ativa e de aumentar suas possibilidade de gerar leads com os CTAs ao longo de seus textos.

Porque utilizar uma estratégia de e-mail marketing

Quais as melhores ferramentas de e-mail marketing?

Existem várias ferramentas de e-mail marketing no mercado e cada uma delas funciona muito bem para determinado aspecto da campanha e algumas fazem tudo que você precisa para ter sucesso na sua estratégia de e-mail marketing.

Como são muitas opções, separamos 3 melhores ferramentas de e-mail marketing.

RD Station

Atualmente, é a plataforma brasileira mais completa de automação de marketing. Com o RD, você pode gerar leads e nutri-los com fluxos bem estruturados.

Além de enviar campanhas de e-mails, com a plataforma você também poderá:

  • Administrar os leads;
  • Criar landing pages;
  • Mensurar suas ações;
  • Obter um relatório detalhado;
  • Qualificar leads (lead scoring);
  • Integrar com suas redes sociais.

Se você leva a sério a metodologia de Inbound Marketing, então precisa de uma plataforma de automação de marketing como a RD Station. Afinal, seus concorrentes já devem estar usando plataformas completas como essa.

LeadLovers

Ter uma gestão eficiente de leads é indispensável em uma estratégia de Inbound Marketing, e a LeadLovers é a ferramenta brasileira que vai te ajudar nesse aspecto.

Com ela, você pode gerar leads por meio de páginas de capturas, anúncios no Facebook, landing pages e vários outros formatos que são lançados. Por exemplo, o Builder, uma ferramenta de construção de páginas personalizadas, permite que você as crie do zero ou a partir de algum template existente.

Já os mais experientes podem importar sites inteiros em HTML para a ferramenta. Além disso, a LeadLovers ainda armazena todas as informações do comportamento dos usuários.

MailChimp

É a plataforma gratuita mais famosa do mercado, o MailChimp é perfeito para quem está começando a dar os primeiros passos em uma estratégia de e-mail marketing.

Com ele, você cria listas personalizadas e campanhas segmentadas, assim fica muito mais fácil obter resultados com as campanhas de e-mails. A ferramenta ainda tem diversos templates para ajudar quem ainda não é mestre no design.

Se você possui um e-commerce, as integrações do MailChimp merecem destaque, pois podem ser integradas com o Google Analytics, Magento, Shopify e Woo Commerce.

Se você está buscando plataformas de automação de marketing digital para se destacar positivamente no mercado, não deixe de conferir o artigo: Plataformas de automação de marketing digital para melhorar a performance de seu site.

Leia também:

Melhores ferramentas para monitoramento de redes sociais.

 

Qual é a melhor ferramenta de automação de e-mails para meu negócio?

Depois de conhecer um pouco melhor algumas das principais ferramentas de e-mail marketing, para escolher qual a melhor para o seu negócio é importante que você avalie:

  • Como é o atendimento (suporte) da plataforma;
  • Possibilidade de integração com seu site ou outros sistemas;
  • Há algum treinamento ou material para aprender a utilizá-lo;
  • Atende às suas expectativas a curto, médio e longo prazo;
  • Existe algum período de testes para você avaliar a ferramenta.

Independente da plataforma escolhida é preciso que ela atenda às suas necessidades, permita a mensuração de suas ações e ajude como um todo a alavancar seus negócios de forma efetiva.

Por que investir em e-mail marketing em tempos de pandemia?

O e-mail marketing é um dos canais mais antigos do marketing digital, alguns o amam outros o odeiam, mas o fato é que quando bem utilizado ele pode trazer resultados incríveis para sua estratégia.

E para não ficar só em nossas palavras, veja alguns dados:

  • Segundo a DMA o e-mail marketing tem um ROI de 3800%;
  • Já a Disruptive Advertising afirma que clientes gastam 138% mais quando são contactados via e-mail, em comparação com outras ofertas que não chegam por esse canal;
  • A Radicati constatou que uma mensagem é 5x mais provável de ser vista no e-mail do que em redes sociais.

Durante a pandemia do Covid-19, o grande desafio das empresas é fazer com que sua comunicação chegue até seus possíveis consumidores. Mesmo antes desse período crítico acontecer já havíamos observado um aumento de anúncios em mídias sociais, em portais do Google e na internet como um todo. Os lances e leilões estão cada dia mais concorridos e dependendo de seu objetivo, ficando bem mais caro.

É aí que entra a estratégia de e-mail marketing, dando uma escala do processo de compra dos leads (atração, consideração e conversão), para se comunicar com o cliente de acordo com a etapa que ele está. Claro que isso não é uma tarefa simples, você precisa de um boa ferramenta, profissionais de Inbound Marketing, SEO, TI (desenvolvimento) para orquestrar tudo isso e te ajudar a se relacionar com seu cliente em meio ao cenário da pandemia.

Empresas grandes ou pequenas há tempos já estão utilizando sua base de e-mails para mostrar aos seus clientes suas ações, e neste período não poderia ser diferente. Investir em criar uma base saudável, uma boa mensagem direcionada para o público correto e enviada na hora certa, sempre foi a melhor maneira de usar o e-mail marketing e durante esse momento mais ainda. 

Agora que você já conferiu por que utilizar uma estratégia de e-mail marketing, mas ainda não sabe como colocar em prática tudo que aprendeu aqui, que tal uma ajudinha para planejar suas ações? Entre em contato conosco e seja o próximo case de sucesso e cresça exponencialmente no seu mercado atuante.

 


Gostou do nosso conteúdo? Não deixe de conferir:

 

Fale com um especialista

Compartilhe

Quem escreveu este conteúdo:

Pedro Hermano

Pedro Hermano, bacharel em Publicidade e Propaganda pela (ESPM), especializado em Branding e Planejamento Estratégico de Marcas na McGill University, no Canadá e em Marketing Digital em Harvard. Pós-graduado em Gestão de Negócios pela Fundação Dom Cabral (FDC) e atualmente é sócio-fundador e diretor de criação da Attri. Em 2018, foi eleito Profissional Digital do Ano pela ABRADi-SP.

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email